Categoria: Anabolizantes
 
 

Deca Durabolin


[learn_more caption="Informações" state="open"]

Deca Durabolin (“Deca”) é, na realidade, o nome comercial do composto Decanoato de Nandrolona produzido pela Organon. Este é um composto 19-nor, e como tal, compartilha basicamente das mesmas características de todos os outros compostos deste tipo. Uma coisa que é exclusiva da Deca é o mito que se criou dela durante o último quarto de século. As pessoas que têm incluído a Deca em seus ciclos usam doses variando de 200 a 2000mg por semana. Esta droga foi considerada muito potente por Dan Duchaine em seu Undergroud Steroids Handbook, bem como em muitos dos seus últimos escritos. Para muitos, esta foi e é a última palavra sobre a Deca. Vamos mergulhar em alguns dos motivos que fizeram da Deca o merecido mito que é hoje.

Primeiro de tudo, a Deca (e Nandrolonas em geral) não produz muitos efeitos colaterais estrogênicos ou androgênicos. Isto porque a Deca tem uma taxa de aromatização (conversão para estrogênio através da enzima aromatase) muito baixa, aproximadamente igual à taxa da testosterona (20%).

Além disso, muitos artigos afirmam que a Deca armazena água no tecido conjuntivo, aliviando dores nas juntas. Não tenho nenhuma idéia de onde saíram essas afirmações, ou quando elas começaram. No entanto, em um estudo de mulheres em menopausa, a Deca melhorou a síntese de colágeno (1) e, em outro estudo, a Deca aumentou o conteúdo mineral ósseo (2). Ambos os estudos utilizaram doses muito baixas, que foram demasiadamente baixas até para promover o crescimento muscular. Com base nesses dois estudos, o atleta que usar Deca apenas para estes dois efeitos (aumento conteúdo mineral ósseo e síntese de colágeno) deve usar 100mg de Deca por semana. Isso é realmente uma dose maior do que a usada nesses dois com sucesso. Mesmo com metade dessa dose, uma injeção de 100mg a cada duas semanas, pacientes HIV + experimentaram um significativo aumento de peso (5). Não se recomenda uma dose tão baixa para um atleta, mas isto comprova as fortes propriedades anabólicas da Deca. Deca é um excelente anabolizante, causando bons (embora lentos) ganhos em qualidade muscular. Um dos seus efeitos é retenção de nitrogênio, que é um fator importante no crescimento muscular e ganhos de massa magra. Em um estudo com doses baixas (65 mg / semana) e doses medianas de Deca (200 mg / semana), ambos resultaram em significativa retenção de nitrogênio (33-52 g nitrogênio em 14 dias, representando ganhos de 0,5 a 0,9 kg de magra por semana). O peso corporal aumentou 4,9 + / – 1,2 kg, incluindo 3,1 + / – 0,5 kg de massa corporal magra e o desempenho em exercícios (cardiovascular fitness) também melhorou (7). Precisa dizer que doses mais elevadas neste estudo produziram maiores ganhos? A recomendação para ganho de massa gira em torno de 400 a 600 mg por semana (em média).

Deca também tem uma longa vida ativa. Com uma aplicação de Deca, os níveis de nandrolona ficarão estáveis no plasma por cerca de 10 dias, por isso, recomenda-se aplicações a cada pelo menos 7 dias a fim de manter estes níveis estáveis durante todo o ciclo. Interessante também, percebeu-se maiores níveis de nandrolona no plasma com aplicações no glúteo, diferentemente do que acontece com aplicações nos deltóides. (isso vale para todos os esteróides a base de óleo).

Em outro estudo com homens HIV + (6) podemos ver que a Deca (200mgs na semana 1, 400mg na semana 2 e 600mgs nas semanas 3-12) não causou efeitos colaterais negativos no colesterol total ou LDL, triglicérides e sensibilidade à insulina e houve uma redução do colesterol HDL (8-10 pontos) em ambos os grupos. Além disso, na maioria dos estudos com indivíduos HIV +, a Deca também melhorou a função imunológica. Então o que sabemos até agora sobre este composto? Até agora, sabemos que a Deca é uma droga muito segura para uso a longo prazo, irá contribuir com os problemas comuns, poderia melhorar a função imunológica, e é altamente (!) anabólica e não muito androgênica. Essas são as boas notícias… Agora vamos para a parte ruim.

Deca é conhecida por produzir ganhos de peso, mas tem que ser utilizado durante 12 semanas no mínimo (padrões americanos). Isto não deve causar quaisquer problemas, uma vez que é uma droga muito leve em termos de efeitos colaterais. Muitos usuários também se queixam de retenção de água com esta droga. O Letrozol parece ser a opção preferida para combater este problema. Esta retenção de água faz da Deca uma droga mais adequada para bulking, embora possa ser utilizado com sucesso para cutting também. Agora, a pior notícia: Deca é uma progestina (assim como todas as nandrolonas). Isso faz com que ela estimule os receptores de progesterona 20% a mais, bem como a própria progesterona (3), e isso abre as portas para muitos efeitos colaterais indesejados (retenção, acne, etc.). Deve notar-se que a maioria destes são raros, apesar de tudo. Isto também pode ser a principal razão pela qual a Deca é uma droga tão supressiva quando se trata de seus níveis naturais de testosterona. Uma simples dose de 100mg de Deca causa uma total (100%) redução dos níveis naturais de testosterona, e leva cerca de um mês para que estes níveis voltem ao normal! Tudo por causa de meros 100mg de Deca, restaurar os níveis de testosterona de forma mais rápida e eficiente possível.

Decanoato de Nandrolona – C18 H26 O2

Peso Molecular : 274.4022

Meia-Vida: 15 dias

Administração: Intra-Muscular

[/learn_more]

[learn_more caption="Bula da Deca Durabolin"]

DECA-DURABOLIN Solução injetável para administração intramuscular

APRESENTAÇÃO:

DECA-DURABOLIN 25 Embalagens com 1 ampola de 1 mL DECA-DURABOLIN 50 Embalagens com 1 ampola de 1 mL USO ADULTO E INFANTIL

COMPOSIÇÃO: Cada mL ampola contém 25 mg ou 50 mg de Decanoato de Nandrolona.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

DECA-DURABOLIN injetável deve ser conservado em local fresco e ao abrigo da luz. Seu prazo de validade é de 5 anos a partir da data de fabricação (marcado na embalagem externa).

Não usar medicamento com prazo de validade vencido, pois o seu efeito não será o desejado.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS

CUIDADOS DE ADMINISTRAÇÃO: DECA-DURABOLIN deverá ser administrado por injeção intramuscular profunda, devido ao seu veículo oleoso. NAO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS

CARACTERÍSTICAS:

DECA-DURABOLIN é um preparado anabólico injetável. Após a injeção, o decanoato de nandrolona é gradualmente liberado do depósito intramuscular e subseqüentemente hidrolizado em nandrolona. A duração de ação é de cerca de 3 semanas. O perfil anabólico do DECA-DURABOLIN foi estabelecido em estudos metabólicos realizados em humanos. Esses demonstraram os efeitos anti-catabólico e poupador de proteína como também os efeitos favoráveis no metabolismo do cálcio (em casos de excreção) e aumento da massa óssea na osteoporose.

DECA-DURABOLIN é pouco provável de causar efeitos androgênicos (como por ex. virilização), nas doses recomendadas. A dissociação de efeitos androgênicos e anabólicos parece estar associada com a presença ou ausência da enzima 5-alfa-redutase em tecidos contendo receptores androgênicos. Pela 5-alfa-redução, a nandrolona passa a 5-alfa-dihidro-nandrolona, e essa se liga mais fracamente ao receptor androgênico do que à nandrolona. O reverso aplica-se à testosterona e a 5-alfa-dihidro-testosterona. Isso explica o efeito relativamente forte de nandrolona nos tecidos destituídos de atividades 5-alfa-redutase (por ex. tecido muscular) comparado ao efeito relativamente fraco nos tecidos com atividade alta de 5-alfa-redutase (por ex. próstata). A nandrolona é metabolizada no fígado. Foram identificadas na urina os seguintes metabólicos: 19-Norandrosterona, 19-Norepiandrosterona e 19-Nortiocolanolona, porém não foram demonstrados seus efeitos farmacológicos. DECA-DURABOLIN pode ser usado como um coadjuvante para terapias específicas e medidas dietéticas, em condições patológicas várias, caracterizadas por um balanço nitrogenado negativo. Resultados favoráveis têm sido obtidos com DECA-DURABOLIN como um adjuvante para nutrição parenteral. Em pacientes osteoporóticos, DECA-DURABOLIN tem demonstrado um aumento do teor mineral ósseo, detenção da perda óssea e uma redução do índice de fraturas. DECA-DURABOLIN também produz um notável alívio dos sintomas clínicos da osteoporose, em particular da dor dorso lombar.

INDICAÇÕES:

- Como adjuvante para terapias específicas e medidas dietéticas em condições patológicas caracterizadas por um balanço negativo de nitrogênio (por ex. durante doenças debilitantes crônicas, durante terapias prolongadas com glicocorticóides, após grande cirurgia ou trauma). – Osteoporose – 50 mg cada 2-3 semanas – Para tratamento paliativo de casos selecionados de carcinoma mamário disseminado em mulheres. – 50 mg cada 2-3 semanas

POSOLOGIA:

- Adultos: 25-50 mg cada 3 semanas – Crianças: mais de 30 Kg: 15 mg de cada 3 semanas 20-30 Kg: 7,5 – 10 mg cada 3 semanas 10-20 Kg: 5,0 – 7,5 mg cada 3 semanas menos de 10 Kg: 5,0 mg cada 3 semanas

OBS.: Para um efeito terapêutico favorável, é necessário administrar doses adequadas de vitaminas, minerais e proteínas em uma rica dieta calórica.

ADMINISTRAÇÃO:

DECA-DURABOLIN deverá ser administrado por injeção intramuscular profunda.

CONTRA-INDICAÇÕES: – Gravidez; – Suspeita ou casos confirmados de carcinoma prostático ou mamário no homem.

PRECAUÇÕES E ADVERTÊNCIAS: – Se aparecerem sinais de virilização, a descontinuação do tratamento deverá ser considerada. – Pacientes portadores das seguintes condições deverão ser monitorados: * Insuficiência cardíaca manifesta ou latente, disfunção renal, hipertensão, epilepsia ou enxaqueca (ou história dessas condições), desde que os anabólicos esteróides podem, ocasionalmente, induzir a retenção de líquidos. * Diabetes, desde que os anabólicos esteróides podem aumentar a tolerância à glicose e diminuir a necessidade de insulina ou outras drogas antidiabéticas. * Crescimento estrutural incompleto, desde que os anabólicos esteróides em altas doses podem acelerar o fechamento das efífises. Carcinoma mamário e metástases ósseas, desde que os anabólicos esteróides podem induzir hipercalcemia e hipercalciúria nestes pacientes. * Disfunção hepática.

EFEITOS COLATERAIS:

Altas doses, tratamento prolongado e/ou administração muito freqüente podem provocar: – Virilização, que aparece em mulheres sensíveis, como rouquidão, acne, hirsutismo e aumento da libido, em meninos pré-púberes, como um aumento da freqüência de ereções e aumento fálico, em meninas, como um aumento dos pêlos pubianos e hipertrofia clitoriana. Rouquidão pode ser o primeiro sintoma da alteração vocal que pode resultar num duradouro e algumas vezes irreversível engrossamento da voz. – Amenorréia e inibição da espermatogênese. – Fechamento epifisário prematuro. – Retenção de água e sal. VENDA SOB PRESCRIÇÃO MéDICA Reg. MS 0171.0008 Farm. Resp.: Afonso M. M. Mendes – CRF SP 8390 Akzo Nobel Ltda. – Divisão ORGANON Rua João Alfredo, 353 – São Paulo – SP C.G.C. 60.561.719/0007-19 – Indústria Brasileira Fonte: Bula contida na caixa do medicamento

[/learn_more]

[learn_more caption="Perfil Completo"]

Deca-Durabolin

Autor Anthony Roberts

Retirado de forums.steroid.com

Nandrolona Base + Éster Decanoato)

[19-nor-androst-4-en-3-one-17beta-ol]

Peso Molecular(base): 274.4022

Peso Molecular(éster): 172.2668

Fórmula Química(base): C18 H26 O2

Formula Química(éster): C10 H20 O2

Ponto de Fusão(base): 122-124ºC

Ponto de Fusão(éster): 31-32ºC

Fabricante: Organon

Data de Lançamento(EUA): 1962

Dose Efetiva(Homens): 200-600mgs/sem (7mg/kg de Peso Corporal)

Dose Efetiva(Mulher): 50-100mgs/sem

Tempo de Ação: 15 dias

Tempo de Detecção: Mais de 18 meses

Relação Anabolismo/Androgenicidade: 125:37

Apresentações: Deca Durabolin 25mg/ml R$7 – Deca Durabolin 50mg/ml R$14

Decanoato de Nandrolona (“Deca”) é um composto 19-Nor e, como esperado, apresenta as mesmas características que todos eles.

Primeira coisa a ser considerar é que a Deca (nandrolona de forma geral) não produz muitos efeitos colaterais estrogênicos e androgênicos. Isto ocorre porque a Deca tem uma taxa muito pequena de aromatização, aproximadamente 20% em relação a testosterona.

Existe também a idéia de que a Deca retêm água no tecido conectivo, aliviando dores articulares. Isto ainda não foi comprovado. Existe um estudo em mulheres pós-menopausa que mostra um aumento na síntese de colágeno(1) na utilização de Deca e em outro estudo observa-se um aumento no conteúdo mineral dos ossos(2). Em ambos estudos, foram usadas doses muito pequenas. Estimando-se, baseado nesses dois estudos, atletas que queiram utilizar Deca com um desses dois objetivos (aumentar a síntese de colágeno e a mineralização dos ossos) podem usar uma dosagem próxima de 100 mg / semana. Essa é a maior dose que esses dois estudos usaram com sucesso. Mesmo com metade dessa dose, em pacientes HIV+ que apresentavam grandes perdas, uma injeção de 100 mg / EOW (semana sim, semana não) de Deca resultou em um significante ganho de peso(5). Uma dose como essa nunca é recomendada à um atleta, somente serve para mostrar as fortes propriedades anabólicas da Deca.

Deca é um anabólico muito bom, causando bons ganhos em qualidade muscular. Isso pode estar relacionado com a sua força moderada de ligação ao receptor androgênico (AR), ou existem muitos efeitos positivos mediados por receptores não-androgênicos. Um efeito notável é a retenção de nitrogênio, que é o fator mais importante no crescimento muscular e nos ganhos de massa magra. Em um estudo com baixas doses (65 mg/ semana) e outro com altas doses (200 mg/ semana) foi possível notar um aumento significante na retenção de nitrogênio (33-52g nitrogênio/14 dias, o que representa ganhos de 0.5 a 0.9kg de massa muscular/semana), aumento do peso em 4.5+/-1.2kg sendo 3.1+/-0.5kg de massa magra e aumento da performance cardiovascular (7). O estudo que usou maiores dosagens teve melhores resultados?? Estudos empíricos mostram que sim, sendo recomendadas doses de 400- 600 mg / sem para ganho de massa muscular.

Além disso não foi notado aumento na concentração plasmática de homocisteína (fator de risco para doenças cardiovasculares) em ratos machos que sofreram administração de 3 e 10mg/kg de Deca semanalmente por 14 semanas(8).

A administração de 200mg/sem de Deca em bodybuilders experientes por 8 semanas levou a um aumento do peso corporal, massa muscular, massa gorda, densidade mineral óssea, conteúdo mineral ósseo e não afetou a hidratação da massa magra(13).

Deca apresenta um longo tempo de ação. Podemos ver no gráfico abaixo que uma infução de 100mg de Deca (representado pelos círculos) produz uma ação relativa e níveis plasmáticos estáveis de nandrolona até, aproximadamente, o dia 10 mostrando ser necessário somente uma injeção por semana para manter os níveis estáveis (convém dizer que o fenilpropionato de nandrolona usado nesse estudo era ativo, e só experimentou queda após o quinto dia…injetá-lo a cada quatro dias parece

ser a melhor forma). Você também pode notar que níveis mais altos de nandrolona são notados quando a administração ocorre na região glútea (isso parece ser verdade para todos os esteróides oleosos).

Em outro estudo, realizado em homens HIV+(6), podemos ver que a Deca (200mg/sem1, 400mg/sem2 e 600mg/sem3-12) não causou nenhum efeito negativo no colesterol total, LDL, triglicérides, sensibilidade à insulina e houve uma redução nos níveis de HDL(8-10 pontos). Podemos ver também, em muitos estudos com homens HIV+, que a Deca melhora o sistema imunitário.
Até onde sabemos, Deca é uma droga segura para usos longos, ajuda em problemas articulares, melhora o sistema imune e é mais anabólica e não muito androgênica.

Deca é conhecido por produzir ganhos musculares com qualidade mas ela precisa ser usada por 12 semanas no mínimo, como comprovado empiricamente. Isso pode causar alguns problemas, mesmo Deca sendo uma droga suave em relação a efeitos colaterais.

A retenção hídrica é um efeito comum da Deca. Letrozol parece ser a escolha preferida para combatê-la. Essa retenção torna Deca uma droga para ser usada, preferivelmente, em períodos OFF.

Um estudo feito com 200mg/sem de Deca por 14 semanas mostrou que a mesma não afeta os níveis de lipídeos e lipoproteínas e reduz, seletivamente os níveis de lipoproteína a (Lp[a]) que é um fator de risco para aterosclerose(12).

Deca é uma progestina (assim como todas nandrolonas), estimulando o receptor progestogênico em 20% em relação a progesterona(3) e tornando assim possível o aparecimento de diversos efeitos colaterais. É bom dizer que a maioria deles é raro. Esse fato também pode ser a explicação para a

poderosa supressão que a Deca causa na produção endógena de testosterona. Podemos ver no gráfico abaixo que uma simples injeção de 100mg de Deca causou uma total (100%) queda nos níveis naturais de testosterona e levou-se um mês para se retornar aos níveis basais.

A moral da história? Sempre use testosterona com a Deca. É sugerida 200mg/sem, no mínimo, para evitar a impotência e disfunção sexual. Para um efeito anabólico da testosterona é recomendada doses no mínimo duas vezes maiores que essa. É recomendado também o uso de anti-progestogenicos em conjunto com a Deca (Cabergolina ou Bromocriptina[Parlodel/Bagren]).
Em um estudo onde administrou-se Deca em ratos (15mg/kg dia por 14 dias) foi notada a redução das taxas de “substância P endopeptidase-like activity” o que resultou em um aumento da concentração de substância P na área hipotalâmica e núcleo caudado e redução da densidade dos receptores NK1.

Hipóteses dizem que alterações nos níveis de substância P e da densidade do receptor NK1 no cérebro podem explicar as alterações comportamentais em usuários de esteróides anabólicos(9)(11).
Em ratos adultos fêmeas administrou-se uma, duas e três doses de 3mg/kg de Deca na primeira, segunda e terceira semana respectivamente. Notou-se destruição das unidades foliculares, ausência de corpo lúteo (alterações ovarianas); fibrose do estroma endometrial e alterações do epitélio(alterações morfológicas uterinas)(10).
Deca pode ser recomendada, sem dúvidas, em um ciclo para ganho de peso na dosagem de até 600mg/sem por um longo período (12-16 semanas) e para um ciclo de “cutting” na dosagem de 400mg/sem também por longos períodos (12-16 semanas) e com algo para combater a retenção. Se você decidir usar Deca, recomenda-se o uso de uma testosterona em conjunto e também ter em mãos alguma droga anti-progestogênica, para se houver necessidade.
A terapia pós ciclo (TPC) também deve ser comentada. Pelo efeito altamente supressivo da Deca. Em um ciclo onde se usa ela e uma testosterona, a última deve ser usada por no mínimo 2 semanas após o final da Deca. É sugerida uma TPC agressiva, usando-se tamoxifeno, HCG e clomifeno para

restabelecer a produção hormonal de forma mais rápida e eficiente possível.
A Deca pode ser adquirida em qualquer farmácia com receituário especial (receita carbonada de duas vias). Existem também medicamentos veterinários que apresentam o Decanoato de Nandrolona.
Outras apresentações
-Deca New Limit 200mg/ml

-Decabol 250mg/ml

-GoldNandro 200mg/ml

-Deca QV 300mg/ml

-Decandrol Pet’s Pharma 300mg/ml

Bibliografia
1. Metabolism. 1990 Nov;39(11):1167-9

2. Effects of nandrolone decanoate on bone mineral content R, Righi GA, Turchetti V, Vattimo A.).

3. Cancer Res 1978 Nov;38(11 Pt 2):4186-98

4 (Charts) from Minto et al

5. AIDS. 1996 Jun;10(7):745-52

6. Sattler et al. Am J Physiol Endocrinol Metab 283: e1214-22

7. J Acquir Immune Defic Syndr Hum Retrovirol. 1999 Feb 1;20(2):137-46.

8. Chronic administration of nandrolone decanoate does not increase the plasma homocysteine level of male rats, Mirkhani H, Golbahar J, Shokri S.

9. Administration of the anabolic androgenic steroid nandrolone decanoate affects substance P endopeptidase-like activity in the rat brain, Magnusson K, Hallberg M, Hogberg AM, Nyberg F.

10. Histological assessment of ovaries and uterus of rats subjected to nandrolone decanoate treatment, Gerez JR, Frei F, Camargo IC.

11. The impact of chronic nandrolone decanoate administration on the NK1 receptor density in rat brain as determined by autoradiography,Hallberg M, Kindlundh AM, Nyberg F.

12. Effects of androgenic-anabolic steroids on apolipoproteins and lipoprotein (a), Hartgens F, Rietjens G, Keizer HA, Kuipers H, Wolffenbuttel BH.

13. Bodybuilders’ body composition: effect of nandrolone decanoate, van Marken Lichtenbelt WD, Hartgens F,

[/learn_more]