Categoria: Anabolizantes
 
 

Lipostabil – O que é, Indicações e Efeitos


Lipostabil é um medicamento a base de fosfatidilcolina, uma substancia derivada da soja que tem a capacidade de “queimar” as gorduras. Lipostabil, o medicamento que parece fazer milagres contra as gorduras localizadas é produzido pelo laboratório Aventis Pharma na Itália e na Alemanha, com uso indicado para o tratamento de doenças do coração causadas pelo acumulo de gorduras nas artérias.

O produto é vendido através de uma dose, a qual é injetada no local específico por uma fina agulha num espaço de cerca de 2 cm. São feitas várias sessões, muitas vezes dolorosas por serem lugares sem frágeis e sensíveis, deixando a área avermelhada e inflamada, podendo até causar efeitos colaterais gravíssimos nas pessoas. cada sessão é feita com cerca de 20 dias de intervalo.

O “lipo light”, como passou a ser chamada o Lipostabil começou a ser utilizado com fins estético e estava fazendo o maior sucesso, quando foi proibido no Brasil. Apesar das aplicações serem doloridas os clientes depois de 10 sessões de injeções ao longo de dois ou três meses, tinham um excelente resultado nos pneus, barriga e culotes. Dependendo do organismos há pacientes que afirmam ter perdido mais de 8 cm no abdomem após as aplicações de lipostabil.

Segundo a Anvisa – Agencia Nacional de Vigilância Sanitária o Lipostabil não foi testado para uso localizado com fins estéticos, não existindo pesquisas detalhadas sobre os efeitos da lipostabil no combate à gordura localizada, e não há como garantir a inexistência de efeitos colaterais, embora tampouco se possa comprovar o contrário. Assim a Anvisa, apesar dos protestos de quem estava muito satisfeito com os efeitos das aplicações de lipostabil, publicou portaria que proíbe a importação, a distribuição, o comércio e o uso, para fins estéticos, de todo medicamento injetável, comercial ou manipulado, que contenha fosfatidilcolina (lipostabil). Quem não obedecer será notificado, podendo receber multa de até um milhão e meio de reais e ter o estabelecimento fechado.

Informações sobre o Lipostabil

Lipostabil é um medicamento utilizado para o combate à gorduras que prejudicam o funcionamento cardíaco, do laboratório Aventis Pharma, cujo princípio ativo é a fosfatidilcolina.

Além de controlar entrada e saída de substâncias nas membranas, o lipostabil interfere também na ação de enzimas degradadoras dos lipídios, que são nossas reservas de nutrientes corporais, as quais se encontram nessas membranas.

Indicações do lipostabil

Baixar o colesterol, doenças do coração, aterosclerose, embolia pulmonar e outras doenças causadas pelo acúmulo de gordura nas paredes das artérias.

Seu uso como redutor de gorduras localizadas não é aceite pela Anvisa devido a falta de comprovação científica de seus efeitos adversos, quando utilizado para fins estéticos.

Contra indicações do Lipostabil

Crianças, gestantes e indivíduos com hipersensibilidade a algum dos componentes da fórmula.

Efeitos Adversos

É em geral bem tolerado, mas podem surgir desconfortos no sistema digestivo como dor de estômago, nauseas e vômito quando ingerido em forma de comprimido e vermelhidão e ardor local quando utilizado em forma de injeção.

Modo de uso

De acordo com as recomendações médicas.

 

Efeitos colaterais do Lipostabil

Não são generalizados a todos que aplicam, promovendo emagrecimento certeiro em muitas vezes, como em pessoas que continham pouca quantidade de gordura. Além das dores locais que podem atrapalhar o cotidiano fortemente, manchas podem surgir na pele, sangramento das mucosas, úlceras, icterícia, entre outros problemas graves como a morte em reações alérgicas ou empolamento.

Alguns dos problemas mais frequentes são: Dores nos locais, icterícia, manchas, sangramento de mucosas, úlceras, prostração, entre outras reações adversas.

Na aplicação quando injetável, causa vermelhidão, dores fortes, coceiras, alergias ou ardências nas regiões da fincada; na sua versão de consumo oral, pode causar dores fortes no estômago, vômitos constantes e outros efeitos de mal-estar de longo prazo.

LEMBRANDO: No Brasil é proibido o uso estético da fosfatidilcolina, restringindo essa substância a usos medicinais, principalmente em doenças cardiovasculares, hepáticas, angina do peito, arteriosclerose, embolias gordurosas etc.