0
Categoria: Suplementos Naturais
 
 

Maca Peruana (Lepidium meyenii)


Quanto mais a ciência avança, mais se descobre que a natureza oferece aos seres humanos tudo o que é necessário para garantir sua alimentação, saúde e bem-estar. Plantas que há poucos anos eram simplesmente ignoradas passam a ser reconhecidas por suas propriedades surpreendentes – que já eram de conhecimento de povos muito antigos. É o caso da maca peruana – atualmente famosa por ser um tônico poderoso capaz de melhorar o desempenho generalizado do organismo.

A planta é de fato surpreendente: desenvolve-se entre 4 e 5 mil metros de altitude, nos Andes Centrais do Peru, com temperaturas que oscilam entre 20 graus positivos e 25 graus negativos, de acordo com o período do dia e a época do ano. Seus nomes populares – “Ginseng dos Andes” e “Viagra dos Incas” – dão boas indicações de suas qualidades. A maca é comparada com o ginseng porque apresenta as mesmas propriedades estimulantes do organismo e do desempenho de várias funções. Vários estudos estão indicando que ela também é indicada para tratamentos hormonais: ao que tudo indica, a planta apresenta determinadas moléculas que possuem a mesma estrutura que os hormônios naturais, tanto do homem quanto da mulher.

Muitos destes estudos estão sendo feitos com mulheres na menopausa que necessitam de tratamentos de reposição hormonal e, até o momento, os resultados têm sido satisfatórios na diminuição dos calores ou fogachos, na prevenção e controle da osteoporose e no estado emocional geral, com a vantagem de não apresentar os efeitos colaterais comuns nos tratamentos de reposição hormonal tradicionais.

A maca (Lepidium meyenii) é uma crucífera qualificada como uma das raízes e tubérculos andinos de mais alto conteúdo protéico. Ela tem a surpreendente capacidade de crescer em alturas extraordinárias: de 3800 a 4800 metros de altitude no local mais inóspito da Cordilheira dos Andes, onde as temperaturas são extremas: do intenso calor da manhã às mais frias noites, com gélidos ventos, nevadas persistentes e a intensidade da luz a estas alturas. Em local tão hostil, onde há pouco oxigênio, existe rara vegetação: só crescem batatas amargas e a maca. Não existem árvores, apenas plantas com poucos centímetros de altura

A MACA foi uma das primeiras plantas domesticadas pelos povos andinos. Os historiadores indicam que tem sido cultivada por, pelo menos, 2.000 anos, sendo utilizada como nutriente e medicinal. Reputados cronistas relatam que a MACA tem sido importante, desde essa época, por sua capacidade energética, foi utilizada como tributo para os Incas e, logo, para os líderes das colônias. Também, era utilizada como parte importante da ração alimentícia dos guerreiros.
Atualmente a MACA é parte integrante da nutrição dos astronautas da NASA, e foi incluída na lista da FAO como um dos produtos para combater problemas nutricionais.

Usos da maca peruana

* Na menopausa: A maca alivia os sintomas comuns da menopausa sem os efeitos de outros tratamentos químico-hormonais existentes no mercado. A maca pode ser usada como um tratamento vegetal de resultados comprovados no combate aos sintomas da menopausa, logo que estes começam a aparecer – são muito comuns os calores (fogachos), fadiga, suores noturnos, mudanças de estado de ânimo, diminuição da libido; além de problemas como osteoporose e alterações cardiovasculares. Geralmente, para combater estes problemas são adotados tratamentos com reposição hormonal que, infelizmente, apresentam alguns efeitos colaterais, o que não ocorre com a maca. Estudos realizados com a maca atestaram as propriedades da maca peruana como excelente tratamento fito-hormonal, sem apresentar efeitos colaterais, combatendo os sintomas comuns da menopausa e regularizando o balanço hormonal nas mulheres. Além disso, a maca apresentou ótimos resultados também na diminuição da fadiga, na redução do ressecamento da pele, no incremento da energia muscular e na elevação da libido – geralmente afetada na fase da menopausa.

* Problemas fertilidade e potência sexual: Estudos conduzidos tanto com seres humanos como com animais, realizados por diferentes especialistas (Dra. Chacón, 1961 e Dr. Gonzalez, 2001-2002) comprovaram que o uso da maca pode promover o aumento da mobilidade dos espermatozóides, do volume seminal e o incremento do desejo sexual em seres humanos. O consumo da maca peruana pode resultar em melhoria no fluxo sangüíneo corporal e também na zona pélvica de homens e mulheres. Em razão deste efeito, a maca tem sido reconhecida há anos como um alimento capaz de aumentar o vigor e a potência sexual. Tradicionalmente, a maca tem sido descrita como um afrodisíaco para homens e mulheres, sem dúvida por seus efeitos positivos no aumento nos níveis de testosterona no organismo.

* Como tônico para o organismo: O uso da maca peruana como tônico revigorante para o organismo em geral é conhecido desde tempos antigos. A ciência atual reconhece que plantas adaptógenas – como a maca – realmente possuem a propriedade de auxiliar o organismo a se adaptar às condições adversas do ambiente, aumentando a força e a resistência musculares. As plantas adaptógenas não atuam especificamente em uma debilidade física ou psicológica, mas revitaliza o organismo de uma maneira geral a fim de estimular suas próprias defesas imunológicas contra agentes externos agressores e promove estímulo físico e mental.

Muitos fitoterapeutas têm reconhecido que a maca pode trazer bons resultados no tratamento da Síndrome da Fadiga Crônica, além de diminuir o cansaço mental e restaurar a energia e o vigor dos idosos.

Contra-indicações da Maca Peruana

Exceto para os alérgicos à planta, a maca peruana não possui contra-indicações nem interações. Entretanto, seu uso não é recomendado para as pessoas que consomem hormônios, pois pode intensificar o efeito hormonal ou inibi-lo. Mulheres que tomam anticoncepcionais orais ou fazem terapias de reposição hormonal devem consultar seu médico antes de utilizar a maca peruana.